Como se tornar um ser humano melhor – por R. Dor Leon Attar

Por R. Dor Leon Attar – autor de O segredo da prosperidade judaica – (Foto: Ilustrativa/Divulgação)

1. Se for criticar, conte até 10

Isso foi algo que sempre escutei das professoras quando era criança na escola: “antes de reagir, conte até 10”. Engraçado que isso, hoje em dia, se aplica em tudo que requer raciocínio e cautela, especialmente na hora de querer criticar ou dar a opinião sobre algo.

Atualmente, sei que se quero criticar, isso não é suficiente, preciso fazer algo, não adianta reclamar e esperar alguém resolver a situação, a regra que sigo é “se você vê algo que tem que ser resolvido, faça você mesmo”.

O Hebraico de CRITICA é BIKORET, que tem a mesma raiz de BOKER que significa Manhã! Ou seja, se é para criticar, faça de uma forma a esclarecer e dar uma luz para melhorar a situação. Quando alguém tem uma opinião a dar ou crítica a fazer, sempre pergunto: você tem alguma sugestão? Não é suficiente criticar, dê uma luz!

2. Tenha responsabilidade

A verdade é que ninguém lhe deve nada! Ninguém pode fazer escolhas por você.
Quando algo acontece, lembre-se que tudo é consequência de alguma escolha que você fez anteriormente.

Não importa quem você é, qual o seu gênero, idade, classe social ou mesmo a cor da sua pele! Mas, sim, o que faz com o cenário que foi dado a você! Aprenda a ter controle das suas escolhas e a responsabilidade por seus erros! Quando você admite um erro e responsabiliza as consequências das suas escolhas, aprenderá uma lição de como fazer ou não algo ¬– e o mais importante, se tornará uma pessoa melhor e mais evoluída!

3. Aprenda a opinar e a aceitar as opiniões alheias

Esse é um mal existente hoje em dia: falar o que pensa virou crime! Claro, não estou me referindo a discursos que incitam crimes e agressão, mas opiniões que mostram o que o outro pensa. Você não precisa concordar, nem gostar, mas entenda que assim como você tem o direto de opinar o outro também o tem.

Aceite as críticas, nem todos vão gostar do que você tem a falar, nem você precisa gostar de tudo o que os outros falam. Mas, aceite e respeite que em um debate, onde dois lados colocam seus pontos de vista, não tente convencer o outro, ninguém muda de opinião se não quer. Demostre seus pensamentos e suas opiniões de forma educada e com respeito. Isso levará o outro lado a agir da mesma forma, e entenda que temos sete bilhões de seres humanos no mundo, cada um tem uma forma especial de olhar a realidade, ninguém é igual ao outro. O segredo de uma pessoa bem sucedida é conseguir lidar com o maior número de pessoas possível!

4. Ame a si mesmo

Todos conhecem a famosa frase da bíblia “ame o próximo como a si mesmo”
Mas o que mais encontro são pessoas que nem se amam. Como você pode amar o próximo se não ama a si próprio?!

Lembre-se, quando você reclama dos outros, na verdade os são seus defeitos que está enxergando. Porém, culpará os outros, acumulando raiva e frustração que, a longo prazo, levarão ao estresse e depressão. Agora eu pergunto: você trataria assim alguém que ama? Não quero nem saber como trata quem não ama.A verdade é que nós, no mundo ocidental, somos educados para a excelência, e quem não é bem-sucedido ou não tem status na verdade é um fracasso. Tudo ou nada sempre acaba em nada.Nossa sociedade está em crise , não é uma crise fi nanceira, nem de saúde, mas de amor para si mesmo. Muitas pessoas vivem a vida frustradas, depressivas e não conseguem entender por que não são felizes, ou estão sempre doentes e se sentem miseráveis (mas mantém isso bem escondido, para manter a pose).Relaxe, dê um desconto para si mesmo, não precisa se matar para viver. Aprenda a se valorizar, aprenda a fazer a contabilidade da sua vida, olhe tudo o que você conseguiu e conquistou até hoje.Não está satisfeito? Faça mais então! Seja aquela pessoa que os outros amam e se espelham. Não a pose ou a máscara, não adianta ser o palhaço do circo que faz todo mundo rir, mas no final do espetáculo senta e chora por ser um miserável infeliz (Robin williams). Se relacione com você, aprenda a conhecer essa pessoa incrível, no dia que você na sceu D’us decidiu que esse mundo precisa de você!

5. Aprenda a perdoar

Querendo ou não somos seres humanos que vivem com outros seres humanos. Isso leva a relacionamentos que, querendo ou não, têm conflitos. Nessas relações, na maioria das vezes, existem coisas boas e positivas, e mais importante: se um relacionamento é positivo, levará ao crescimento, para evoluir.Mas, como qualquer processo de crescimento, envolve um pouco de dor, preste atenção, falei dor e não sofrimento. A dor do crescimento não é sofrimento, mas algo necessário como parte do processo, para tirar de uma posição estagnada. Mas, se você não vai evoluir, se não vai confrontar essa dor como impulso, vai ter outra dor, a dor da tristeza e da frustração, a dor da impotência… E isso é sofrimento. Existe uma dor insuportável, que mata devagar e lentamente pela dificuldade que temos de soltar e deixar ir embora, chama-se rancor. Rancor em relação às pessoas, a eventos que aconteceram no passado, o rancor com você mesmo, por não fazer o que deveria ter feito… É uma dor que irá matar.

Aprenda a perdoar, o perdão é uma emoção milagrosa que tem cura e poder de libertar. Você deve estar se perguntando “por que eu tenho que perdoar alguém que fez mal para mim e não se desculpou?”, “por que eu tenho que esquecer o que fizerem comigo?”, e o mais comum “você não sabe o que passei na minha vida” – mas tudo isso é o rancor que fala. Duas coisas são importantes de lembrar: a primeira é que quem te magoou talvez não saiba que tenha feito isso ou não se importa e segiu a vida. A segunda, rancor, em Hebraico, tem duas traduções SAR e TAN, que juntos criam a palavra de SARTAN – que significa câncer! Se você não aprender a perdoar, irá se matar e a culpa será sua.

Aprenda a perdoar não para outra pessoa, aprenda a perdoar para si mesmo, por si mesmo, para o seu próprio bem.

A sua vida depende disso!

Sobre o Rabino Dor Leon Attar

Nascido em Israel, R. Dor Leon Attar é sargento da reserva da Força de Defesa Israelense, é empresário investidor em várias áreas de atuação. É também escritor, além de formado em acupuntura Coreana e medicina chinesa. R. Dor Leon é um palestrante transformador, pois realiza diversos eventos em todo Brasil tendo como assunto central temas unicamente relativos ao judaísmo e Mentalidade Positiva Judaica, assuntos nos quais R. Dor Leon é treinador especialista e tem ajudado centenas de milhares de pessoas em todo o Brasil a conhecerem profundamente o verdadeiro judaísmo e a transformarem suas vidas.

Residente no Brasil há mais de dez anos, tendo já obtido a cidadania brasileira, fundador da Associação Judaísmo em Ação (AJA – judaísmo), que tem por finalidade de promover a verdade sobre o judaísmo e a sabedoria milenar judaica.

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um comentário

*