Dicas para usar o 13º salário para renegociar dívidas

Alessandra Santana – (Foto: Divulgação)

O mês de dezembro está chegando e com ele o tão aguardado 13º salário, que para muitos significa a oportunidade de liquidar dívidas, reservar recursos para as contas do início do ano e também aproveitar o período para atividades de lazer em família. O 13º é um direito de quem trabalha com carteira assinada, a primeira parcela é paga até o dia 30 de novembro e a outra metade até o dia 20 de dezembro.

Alessandra Santana, Coordenadora do Curso de Graduação em Ciências Contábeis do Centro Universitário Estácio Ribeirão Preto, dá dicas para utilizar o dinheiro extra com estratégia e de forma assertiva.

* Para quem está endividado, é importante analisar todas as dívidas pendentes, quais são os juros e o valor necessário para saldar. O indicado é pagar primeiro as dívidas que geram juros mais altos, como o cartão de crédito e o cheque especial. Converse com o gerente da sua conta, peça o descritivo de todo o valor devido e negocie.

* Quem está sem dívidas pode aproveitar o dinheiro extra e fazer um levantamento das contas de início do ano, como o imposto da casa, do carro, seguros, matrículas e materiais escolares. O objetivo é quitar o valor total, já que são gastos que fogem do orçamento mensal da casa.

* Dezembro é um mês especial e merece ser celebrado ao lado da família. Por isso, determine parte do 13º para as festividades de fim de ano, sempre pensando no que deve ser prioridade.

“Anote todos os seus compromissos e a forma como está empregando o seu dinheiro. Comece o ano com um bom planejamento e certamente 2020 será mais próspero e com menos preocupações”, explica Alessandra Santana.

O 13º salário é uma remuneração aos trabalhadores com carteira assinada, beneficiários da Previdência Social, aposentados e beneficiários de pensão.

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um comentário

*