Diretoria Regional do ‘Sevna Startups’ é lançada em Franca

Empresários atuarão para disseminar a cultura do empreendedorismo e fomentar o desenvolvimento das startups em toda a região

Os empresários francanos Jean Dunkl (CPD Consultoria Empresarial), Alexandre Benedetti (IZagro) e Murilo Bettarello (IZagro) estão à frente da Diretoria Regional do Sevna Startups Franca, lançada durante a 1ª edição do “StartupGo Franca”, no último dia 12 de setembro, no Hotel Dan Inn, que reuniu cerca de 120 estudantes e empreendedores. A abertura do escritório regional representa um apoio direto às startups, empresas recém-lançadas, e ao fomento da cultura empreendedora da cidade e de toda a região.

“Vamos atuar pela evolução do ecossistema empreendedor local e regional. O trabalho será pautado pela busca de parcerias, promoção de eventos e, principalmente, captação de investidores-anjos, dispostos a investir nestas empresas nascentes com alto potencial de crescimento”, diz Jean Dunkl, consultor em gestão estratégica de negócios.

A gerente de aceleração de startups do Sevna, Gisele Rodrigues Atayde, explica que a diretoria de Franca é um braço do Sevna Startups, instalada em Ribeirão Preto, que tem como principal objetivo apoiar o empreendedor em fase inicial de negócios. “O empreendedor, no início da sua trajetória profissional, tem vários caminhos que pode trilhar, seja no desenvolvimento de produto ou em relação às próprias perspectivas comerciais e isso pode gerar alguma incerteza. Então, dentro de uma aceleradora, ele consegue ter o apoio de mentores e especialistas para ajudá-lo a superar lacunas e desafios, sobretudo na fase inicial, de maiores riscos”, diz.

Além do suporte técnico, dentro de uma aceleradora o empreendedor também pode receber aportes financeiros e ter acesso a serviços como assessorias de imprensa, jurídica e contábil sem custos. A diretoria regional em Franca tem como objetivo levar os projetos de inovação corporativa e programas de aceleração para o Sevna, que reúne atualmente um portfólio de 31 startups, cujo valor está estimado em R$ 88 milhões.

“Estamos vendo bastante potencial e oportunidade em Franca, devido ao ecossistema e a economia da cidade. É um mercado muito ativo – com comércios, empresas e universidades – para tocar projetos e programas com foco em inovação, sensibilização ao empreendedorismo e apoio aos empreendedores”, afirma Gisele.

Durante o “Startup Go” foram realizadas rodadas de debates, com base em discussões sobre empreendedorismo, inovação, tecnologia e modelos de negócios aplicados a startups. “O evento visa colocar empreendedores e interessados em empreender em contato entre si, apresentar casos de sucesso de startups da região e discutir diversos modelos de negócios”, finaliza a gerente.

 

Foto: Divulgação

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um comentário

*