Olhos também envelhecem: confira 6 dicas para cuidar da saúde ocular na terceira idade

Óticas Diniz explicam que é preciso estar atento aos sinais de envelhecimento dos olhos para melhor qualidade de vida

Foto: freepik

A terceira idade pede por mais atenção à saúde, especialmente a ocular. Isso porque com o passar dos anos, as estruturas dos olhos acabam apresentando alterações importantes na visão. Daí a necessidade de intensificar as visitas ao médico oftalmologista depois dos 40 anos, já que a partir dessa idade os primeiros sintomas do envelhecimento dos olhos começam a ser percebidos. E mesmo quem nunca precisou usar óculos até então, talvez necessite recorrer ao acessório.

Além do desgaste natural e gradual dos músculos da visão, alguns fatores externos podem acelerar esse processo de envelhecimento, como o tabagismo, sedentarismo e até maus hábitos alimentares. Por isso, as Óticas Diniz – a maior rede de óticas do Brasil – dão algumas dicas para uma melhor qualidade de vida, principalmente na terceira idade, quando é preciso cuidar da saúde ocular e estar atento aos sinais do envelhecimento dos olhos.

1. Visite regularmente o médico oftalmologista

O acompanhamento desse profissional é importante em qualquer fase da vida, mas especialmente após os 40 anos é fundamental consultá-lo regularmente para check-ups e avaliações do desempenho visual. Como é comum o auxílio dos óculos nessa idade, o profissional poderá indicar os melhores tipos de lentes e adequá-las conforme as necessidades individuais.

2. Evite álcool e cigarros

Sabe-se que o consumo de bebidas alcoólicas e o tabagismo estão diretamente associados a diversas alterações que podem, inclusive, acometer a saúde dos olhos. Esses hábitos causam modificações na camada de fibras da retina, diminuindo a produção lacrimal que é responsável pela lubrificação do olho, e reduzindo o desempenho do órgão. Se antes você já tinha intenção de parar com tais costumes, eis aqui mais uma boa razão!

3. Uma boa noite de sono é importante

Um verdadeiro milagre para regular as funções biológicas, dormir 8 horas por noite também é fundamental para a manutenção da visão, já que é durante o sono que a rodopsina, pigmento sensível a luz, se regenera. Para uma noite bem dormida, que eleve o bem-estar, é necessário um ambiente calmo, confortável e escuro.

4. Adquira novos hábitos

Comer de forma saudável, manter a hidratação corpórea e ter uma rotina de atividades físicas formam a tríade ideal de hábitos que colaboram com o bom funcionamento ocular. Alimentos como peixes, por exemplo, que são ricos em Ômega 3 e vitaminas A, B, D e E, oxigenam as células e combatem o envelhecimento precoce da visão. Já a ingestão de água e práticas físicas ativam neurônios do córtex visual e melhoram seu desempenho. Uma leve caminhada já pode ajudar nisso.

5. Atenção à higiene dos olhos

Coçar os olhos parece um ato inofensivo, mas que deve ser evitado! Os microorganismos de sujeira, presentes nas mãos, causam irritações e alterações no globo ocular. Para aliviar a coçeira, uma boa higienização das pálpebras e cílios, com água corrente e xampu, já é o suficiente. Especialmente para quem gosta de usar maquiagem, pois a limpeza correta é fundamental para não deixar resíduos de produtos.

6. Proteja-se da exposição solar

Assim como o restante do nosso corpo, nos olhos também devem ter proteção quando expostos à luz solar. Por isso, o uso dos óculos de sol é tão importante, já que traz conforto visual ao ar livre, protege a visão e evita que as células da região dos olhos se degenerem prematuramente. Daí a importância de usar sempre acessórios legítimos, com filtro solar UVA, UVB e UVC.

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um comentário

*