Orquestra Sinfônica de Franca trata da condição feminina em seu concerto de abertura

Espetáculo acontecerá neste sábado, às 20h30, no Teatro Municipal “José Cyrino Goulart”

A Orquestra Sinfônica de Franca abre sua temporada 2019 com um concerto que irá provocar reflexões a respeito da condição feminina na sociedade. Neste sábado, 8 de junho, às 20h30, no Teatro Municipal “José Cyrino Goulart”, o público será contemplado com “La Traviata”, de Verdi, seguido de um concertino para flauta e orquestra da compositora francesa Cecile Chaminade.  Riane Benedini fará o solo e o encerramento ocorrerá com trechos da ópera Carmen de Bizet, tendo Priscila Cubero como Carmen e Rafael Stein como Don Jose.

“Faremos um tributo às mulheres focando alguns aspectos do universo feminino em nosso cotidiano, refletidos no cenário musical”, afirma o maestro Nazir Bittar. “O mundo impregnado pela hegemonia masculina vitimou e oprimiu a mulher. Só se tem notícia de algumas compositoras nos séculos passados, tornando difícil o trabalho de ‘garimpar’ uma produção relevante. Nosso objetivo, com este concerto, será mostrar que as desigualdades são como pedras no caminho e que precisam ser colocadas de lado. Mostrar que o preconceito é causador de grandes males e opressões. E, finalmente, mostrar que competência profissional e habilidade artística não estão ligadas às questões de gênero e suas identidades.”

A entrada é gratuita e os interessados devem retirar seus ingressos na bilheteria do Teatro (av. Sete de Setembro, 455), a partir das 19h30, uma hora antes do início do concerto.

Sobre a OSF

A Orquestra Sinfônica de Franca tem como mantenedora a Ascram (Associação Cultural da Região da Alta Mogiana), conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Franca e o apoio administrativo da ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca).

Foto: Ilustrativa/Reprodução

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um comentário

*