Instituto Algar se reinventa para dar continuidade às ações durante a pandemia

Com o intuito de dar continuidade ao desenvolvimento dos programas sociais criados para contribuir com o desenvolvimento humano, o Instituto Algar buscou alternativas para dar continuidade às atividades e manter o vínculo com seu público de atendidos.

O Instituto, que atua nas frentes: cultura, educação, esporte e voluntariado, agora, realiza suas ações de formas adaptadas e remotas, de maneira que todos possam participar de suas casas. Isso acontece devido ao isolamento social para diminuir o contágio do novo coronavírus e visando a segurança e saúde de todos os envolvidos nas ações.

Transforma

O Programa Transforma que oportuniza oficinas de cultura e esporte, como ferramentas de inclusão e transformação social para crianças e adolescentes que vivem em locais de vulnerabilidade social, no contraturno escolar, tem oferecido estas atividades, por meio de grupos do WhatsApp, sob o acompanhamento dos educadores sociais do programa.

Alguns exemplos:

No bairro Alvorada, em Uberlândia, os projetos conduzidos pelo Grupo EMCANTAR, os educadores sociais das oficinas: audiovisual, artes cênicas, canções, brincadeiras e literatura, compartilham com os atendidos, conteúdos relacionados à oficias, toda terça-feira. Já nas quintas-feiras, os alunos contam o que aprenderam a partir da atividade com o grupo.

O projeto Centro de Atividades Mais Vôlei (CAMV), que oferece aulas de voleibol feminino para meninas do Bairro Jardim Holanda e região oeste de Uberlândia, e o Instituto de Incentivo ao Esporte e Educação (INEED), que dá aulas de judô na região sul da cidade, estão diariamente compartilhando exercícios nos grupos de WhatsApp para que seus alunos realizem em casa e mantenham-se aquecidos neste tempo longe das quadras e os tatames.

A equipe da Goal Projetos atua nas cidades de Campinas e Ribeirão Preto oferecendo oficinas de arte circense, basquete, futebol, handebol, voleibol e teatro. Além de mandarem videoaulas nos grupos de WhatsApp para os alunos de cada turma, eles também reverteram o valor do lanche que os alunos recebiam, durante as aulas presenciais no projeto, em um kit de mantimentos que está sendo entregue na casa deles.

E no Uberlândia Vôlei, projeto de voleibol masculino para meninos de praticamente todos os bairros da cidade, para manter as atividades, os educadores e fisioterapeutas criaram um planejamento social em formato de videoaulas. Além disso, a psicóloga esportiva do projeto continua realizando os atendimentos individuais e coletivos virtualmente, cada um em sua casa.

Talentos de Futuro

O Programa Talentos de Futuro tem o intuito de contribuir com a formação e o desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais de jovens, com foco na inserção e permanência dos mesmos no mercado de trabalho. Eles também precisaram se reinventar e passaram a utilizar plataformas online para dar continuidade a formação de seus alunos à distância.  Os educadores estão estimulando os jovens a pensarem em como se preparar para o mercado de trabalho em tempos de pandemia. Além disso, disponibilizaram conteúdos e desafios pelos grupos de WhatsApp e nas redes sociais para reforçar os aprendizados.

Voluntariado

E, por fim, o Programa de Voluntariado em um primeiro momento realizou o levantamento de possibilidades de ações a serem realizadas pelos comitês, no período de isolamento. São cerca de 40 comitês espalhados pelo Brasil e a reunião foi online com os líderes de cada regional. O Instituo mapeou a necessidade de cada instituição parceira e listou a possibilidade de apoio à movimentos já estruturados em cada cidade. Com isso, hoje, já são 18 ações em andamento como, doações de cestas básicas, financeira, de sangue, leite e máscaras. Gerando mais de 650 beneficiados. Além disso, o Instituto também deu início a “turma piloto” na segunda quinzena de maio, com a formação de voluntários à distância.

O Instituto também vem apoiando o movimento Juntos Por Uberlândia na arrecadação e doação de cestas básicas e kits de higiene, no cadastramento de organizações sociais para serem beneficiadas e no direcionamento delas para as famílias. Os associados (como são chamados os colaboradores da empresa) que fazem parte do voluntariado vêm auxiliando na montagem de kits de higiene para o projeto Juntos Por Uberlândia.

Ações que transformam

E para dar mais bons exemplos e servir de inspiração para outras pessoas, o Instituto Algar também lançou a plataforma http://www.acoesquetransformam.com.br  . O objetivo é propagar boas ações que acontecem em todo o Brasil, por meio do Transformômetro (um contador de boas ações), reunindo iniciativas que fazem o bem para uma comunidade, animais, escola, em prol do ambiente e entre outras. Para participar, a pessoa precisa apenas cadastrar a boa ação no portal ou postar uma foto no instagram (se o perfil for aberto) com a #acoesquetransformam na legenda.

Foto: Ilustrativa/Divulgação

Sobre o autor

Posts Relacionados

Deixe um comentário

*